FUNED desenvolve exame para diagnóstico rápido e eficaz do câncer de ovário

FUNED desenvolve exame para diagnóstico rápido e eficaz do câncer de ovário

A estimativa do Instituto Nacional do Câncer (Inca) é de 5.680 novos casos este ano. uma equipe de pesquisa da Fundação Ezequiel Dias (Funed), coordenada pela doutora em biologia celular Luciana Maria Silva, pretende desenvolver exame laboratorial para ajudar a definir qual o melhor tratamento para a doença. Para chegar a esse exame, a pesquisadora vai fazer um amplo sequenciamento do DNA e identificar se algum gene pode tornar a mulher mais suscetível ou mais resistente aos medicamentos para o tratamento desse tipo de câncer. Por ser desenvolvido pela Funed, uma das contrapartidas é subsidiar exames para o Sistema Único de Saúde (SUS). A previsão é que esteja disponível no mercado em três anos. A pesquisa será desenvolvida no laboratório de biologia celular da fundação, que, desde 2008, tem a oncologia como uma das linhas de pesquisa. “Embora tenha baixa incidência, o câncer de ovário é altamente letal e a forma de diagnóstico é mais precária. Não é como, por exemplo, o câncer de mama”, afirma Luciana. Desde 2012, ela está empenhada na pesquisa de um método que possa ajudar os médicos a determinarem melhores procedimentos terapêuticos. “Os tumores são descobertos em estágios avançados. É importante averiguar o perfil molecular das pacientes e cruzar com os dados de tratamento para ver se algum gene se apresenta como marcador de resistência da paciente aos medicamentos,” sugere....
Excesso de peso está relacionado com o desenvolvimento de câncer

Excesso de peso está relacionado com o desenvolvimento de câncer

Estudos e casos de pacientes têm mostrado que o excesso de peso tem ligação direta com alguns tipos de câncer. Um estudo mostrou que mulheres acima do peso têm mais chances de sofrerem com câncer do que homens obesos. A resposta para isso pode ser que obesidade em mulheres é responsável por dois tipos de câncer: de útero e de mama após a menopausa e o culpado é o hormônio feminino estrogênio. A produção de estrogênio é influenciada pela quantidade de gordura corporal. Assim, quanto mais gordura, mais estrogênio é produzido, e o hormônio afeta o revestimento do útero. Altos níveis de estrogênio no período pós menopausa também podem estimular o crescimento anormal de células da mama que podem resultar em câncer. Em homens, câncer de pâncreas, cólon e de reto são os que podem ser causados por excesso de peso, uma vez que esses órgãos ficam próximos ao estômago, que é o lugar onde se concentra a maior parte da gordura. Fonte:...
Hospital Napoleão Laureano fará prevenção ao câncer, neste sábado.

Hospital Napoleão Laureano fará prevenção ao câncer, neste sábado.

O Hospital Napoleão Laureano, em parceria com a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), participa neste sábado, dia 29, do Dia Nacional de Combate ao Câncer de Pele. Das 8h às 12h, 30 dermatologistas voluntários farão atendimento de prevenção no ambulatório do hospital para identificar. Os pacientes atendidos passarão por uma triagem para que os médicos avaliem a necessidade de realização de cirurgias. Em alguns casos, serão realizados pequenos procedimentos cirúrgicos, no próprio sábado, de acordo com o coordenador da equipe de dermatologista do hospital, Dr. Victor Miguel. A Dr.ª Sandra Carvalho, da SBD, informou que os pacientes atendidos serão orientados em relação à prevenção do câncer de pele, um dos mais comuns e recorrentes em todo o mundo. Entre as recomendações estão evitar exposição constante ao sol e fazer uso de protetor solar, sobretudo quando se estiver na praia. O Dia Nacional de Combate ao Câncer de Pele é realizado sempre no último sábado do mês de novembro. A SBD disponibiliza, em todo o país, 4 mil voluntários para as ações de atendimento e prevenção. Ao todo, haverá 136 postos, que irão realizar atendimento simultâneo para análise, diagnóstico e posterior tratamento de casos da...
Índide do câncer de pele cresce principalmente no verão

Índide do câncer de pele cresce principalmente no verão

O câncer de pele, de acordo com o Programa Nacional de Combate ao Câncer de Pele, é o mais comum entre todos os tipos de câncer. Até o final deste ano, quase 189 mil casos devem ser registrados no país. A dermatologista Maria Kotzias, da MK Derma, explica “Cada caso é um caso, é preciso avaliar e acompanhar os paciente. Mas o mais importante e primário tratamento para o combate ao câncer é a informação. É preciso alertar sobre os riscos gravíssimos que a exposição de forma inadequada ao sol pode causar. A maioria dos casos pode ser evitado com simples medidas de proteção solar”, comenta Kotzias. Dados coletados na Campanha Nacional de Prevenção ao Câncer de Pele, da SBD, mostram que os brasileiros estão longe de se proteger adequadamente. “Estamos no final do ano, época em que as pessoas saem de férias e geralmente vão à praia, usam e abusam do sol. Cabe a nós profissionais instruir de forma correta a exposição e falar dos sérios riscos que um câncer pode representar à saúde”, acrescenta a dermatologista da MK Derma. A prevenção deve ser feita todos os dias, mas no verão os cuidados devem redobrar. Mesmo em dias de frio ou chuvosos, é necessário usar filtro solar. “A orientação é unânime: evite o sol entre 10h e 16h, use diariamente filtro solar com FPS mínimo 30, reaplique o protetor a cada duas horas. O uso de chapéus ou bonés e camisetas também ajuda muito para evitar alterações celulares que desencadeiam a doença. É importante frisar que quanto mais queimaduras solares, maior é o risco”.  ...
Índice do câncer de pele cresce principalmente no verão

Índice do câncer de pele cresce principalmente no verão

O câncer de pele, de acordo com o Programa Nacional de Combate ao Câncer de Pele, é o mais comum entre todos os tipos de câncer. Até o final deste ano, quase 189 mil casos devem ser registrados no país. A dermatologista Maria Kotzias, da MK Derma, explica “Cada caso é um caso, é preciso avaliar e acompanhar os paciente. Mas o mais importante e primário tratamento para o combate ao câncer é a informação. É preciso alertar sobre os riscos gravíssimos que a exposição de forma inadequada ao sol pode causar. A maioria dos casos pode ser evitado com simples medidas de proteção solar”, comenta Kotzias. Dados coletados na Campanha Nacional de Prevenção ao Câncer de Pele, da SBD, mostram que os brasileiros estão longe de se proteger adequadamente. “Estamos no final do ano, época em que as pessoas saem de férias e geralmente vão à praia, usam e abusam do sol. Cabe a nós profissionais instruir de forma correta a exposição e falar dos sérios riscos que um câncer pode representar à saúde”, acrescenta a dermatologista da MK Derma. A prevenção deve ser feita todos os dias, mas no verão os cuidados devem redobrar. Mesmo em dias de frio ou chuvosos, é necessário usar filtro solar. “A orientação é unânime: evite o sol entre 10h e 16h, use diariamente filtro solar com FPS mínimo 30, reaplique o protetor a cada duas horas. O uso de chapéus ou bonés e camisetas também ajuda muito para evitar alterações celulares que desencadeiam a doença. É importante frisar que quanto mais queimaduras solares, maior é o risco”. Fonte:...
Mutirão de combate ao câncer de pele

Mutirão de combate ao câncer de pele

O Hospital Napoleão Laureano estará participando no dia 29/11, em parceria com a Sociedade Brasileira de Dermatologia, de um mutirão de cirurgias para tratamento do câncer de pele. Tipo de câncer mais comum em nosso país. A cargo do nosso Serviço de Dermatologia, várias cirurgias serão realizadas em nosso hospital, celebrando o ideal do médico Napoleão...